Páginas

terça-feira, 26 de agosto de 2014

ANTONIO NOGUEIRA DA NÓBREGA







Antonio Nogueira da Nóbrega, renomado professor e historiador são-joanense, nasceu no dia 04 de março de 1945, na cidade de São João do Rio do Peixe, Paraíba e faleceu no dia 26 de junho de 2014, na cidade de João Pessoa, Paraíba, aos 69 anos de idade. 
Apaixonado pela sua terra natal, sempre buscou pesquisar sobre a sua história, realizar o resgate de imagens e produzir textos. Com isso, idealizou o surgimento deste blog objetivando  apresentar uma visão do ontem e do hoje de São João do Rio do Peixe e procurar preservar, para as gerações vindouras, imagens que o tempo já ameaça apagar de nossa memória.
Hoje, não encontra-se fisicamente entre nós e este projeto continuará sendo colocado em prática por mim, sua filha. Espero contar com a colaboração de todos os admiradores do blog, enviando fotos para serem postadas aqui e, com isso, darmos continuidade a esse lindo trabalho.


Ruthlana Dutra Nogueira



 Mensagem no 3º Mês de sua partida (26/09/2014)



Hoje completa 3 meses que nos separamos fisicamente, todos os dias o senhor está  presente nos meus pensamentos, e sei que nunca irá deixar de me ajudar nas minhas indecisões, pois suas palavras sempre irão refletir nos meus pensamentos. A cada dia que passa, fico a imaginar como está sendo a sua nova estadia no plano espiritual, como deve ser bela a sua nova missão no delinear espírita e fiquei muito feliz ao saber que agora é o instrutor do nosso Grupo Espírita, sei que nunca irá nos abandonar, e sempre emitirá pensamentos positivos de perseverança para que eu possa dar continuidade a nossa bela missão no plano terreno, que a cada dia eu esteja mais firme e forte na minha caminhada terrena. A cada psicografia que recebo, começo a construir dentro de mim um sentimento de saudade mais ameno, como sabemos o espiritismo é o consolador prometido, e hoje, vejo que ele realmente nos consola quando passamos por uma separação tão repentina como foi a nossa. Hoje, sei que era necessária a sua partida e sinto-me privilegiada por receber notícias suas tão rápido, saber como está e ter conhecimento do trabalho maravilhoso que está realizando no plano espiritual. Que a paz do mestre Jesus esteja sempre ao seu lado.  Saudades...

Ruthlana Dutra Nogueira






 Mensagem no 2º Mês de sua partida (26/08/2014)


         Hoje completa dois meses do seu desencarne, tudo foi muito rápido e, algumas vezes, penso que é uma mentira, mas a realidade vem à tona e percebo que realmente não está mais entre nós fisicamente. Sei que o senhor foi habitar uma outra dimensão, que nós estamos aqui encarnados e o senhor no plano espiritual. Estamos separados fisicamente, mas interligados através do pensamento.
Como é bom saber que continuas vivo, que podemos entrar em contato através do pensamento e tudo o que comentava sobre a vida após a morte é a realidade que está vivendo agora. A saudade sempre existirá entre nós, mas estaremos sempre nos comunicando. O que mais me acalenta neste momento é saber que o senhor está bem, que recebe os ramalhetes de flores que sempre enviamos por pensamento e que as preces que recebe servem-lhe de calmante perante a saudade que também está sentindo.
Com a sua partida passei a acreditar ainda mais na Doutrina Espírita, e o quanto é importante colocarmos em prática na nossa vida os ensinamentos do Mestre Jesus, principalmente no que toca a caridade. Hoje, agradeço a Deus, por ter tido a oportunidade de ser sua filha e por ter me influenciado a frequentar a doutrina espírita, pois através dos meus estudos estou compreendendo melhor essa separação e aprendendo a aceitá-la, a entender a vida e o caminho que devo seguir para evoluir espiritualmente.
Nesses últimos dias estava analisando o blog que criamos e percebi como tudo estava sendo preparado, não foi por acaso que ele foi criado, pois deu a oportunidade de deixar todos os seus textos, pesquisas e arquivos fotográficos disponíveis para os são-joanenses utilizarem quando necessário após a sua partida.  Dessa forma, todo o conteúdo dele está preservado para as gerações vindouras.

Um grande abraço!!!

Ruthlana Dutra Nogueira





Mensagem no 1º mês da sua partida (26/07/2014)






Hoje faz um mês que estamos sem a sua presença física ao nosso lado. A saudade é imensa, todos os cantos da casa nos fazem lembrar ti, quando olho para a sua cadeira e não o vejo sentado lendo um livro ou no computador apreciando as fotos do blog e selecionado algumas para serem postadas, bate-me aquela saudade, sempre fica um vazio, sentindo que falta algo, mas a vida é assim, uns vão e outros vêm. A vontade de Deus foi feita e com certeza estavam precisando do senhor lá.
O que mais nos conforta nesse momento é a fé em Deus, a nossa crença na imortalidade da alma e saber que após a morte a vida continua, não mais na terra, mas no plano espiritual, o seu espírito continua vivo e estaremos sempre ligados através do pensamento.  E tenho certeza que o senhor está em um bom lugar.
A nossa separação física foi rápida demais, tem momentos que ainda penso que é uma mentira, mas a realidade sempre vem à tona e percebo que o seu corpo físico não está mais presente entre nós. A mesma saudade que estamos sentindo, o senhor também sente do outro lado da vida, mas sei que onde estiver irá sempre nos enviar palavras de conforto e nos ajudar a superar essa fase difícil da nossa vida.  Deus nunca nos abandona e sempre estará nos confortando.
Painho, o seu exemplo de ser humano íntegro e bom, que estava sempre disposto a ajudar e a escutar todos que o procuravam ficará eternamente guardado no nosso coração, só temos recordações maravilhosas para guardar. Homem que sempre se dedicou de coração a tudo o que decidia realizar, apaixonado pela sua terra natal, sempre se preocupou em pesquisar a história do seu município e divulgá-la para os seus conterrâneos, recordo-me da sua alegria quando criamos o blog “Um olhar sobre São João do Rio do Peixe” e ao perceber que estávamos obtendo êxito e que muitas pessoas estavam gostando de apreciar as fotos que colocávamos nele. Hoje, sinto-me feliz por tê-lo ajudado nesse projeto e proporcionado esses momentos de alegria, por isso, darei continuidade a ele para vê-lo feliz onde estiver.  
Enquanto professor, dedicou-se ao máximo a sua profissão, sendo considerado um professor exemplar, todos os seus alunos e colegas de trabalho o adoravam e o admiravam pelo seu trabalho digno, sua paciência, tranquilidade e respeito. Alguns não tiveram a oportunidade de ser seu aluno, mas o admiravam, elogiavam e conheceram o seu trabalho digno quando foi diretor da EEEM Coronel Jacob Guilherme Frantz. Além disso, foi um grande incentivador e divulgador do Espiritismo em São João do Rio do Peixe, sua missão, aqui na Terra, foi realizada com sucesso, por isso, foi bem recebido onde está. Praticou a principal caridade que é a moral e quando desencarnamos o que realmente levamos é o que praticamos no plano terreno. Portanto, tenho certeza que o senhor só realizou boas obras, ajudou muitos corações amargurados, angustiados e doentes espiritualmente.
Como diz Chico Xavier “Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de ninguém sem nenhuma razão”. Certamente, algum compromisso nós tínhamos que cumprir ao seu lado, não foi por acaso que reencarnamos no seu lar e que fomos seus filhos nessa reencarnação. Eu e meus irmãos agradecemos a Deus todos os dias por ter tido a oportunidade de ter nascido nesse lar e termos sido educados pelo senhor e mainha. Tivemos uma educação moral exemplar, pois fomos educados através do seu exemplo, sempre nos passou ensinamentos maravilhosos, nos ensinou a respeitar o próximo, a sermos dignos e honestos.  Obrigada por tudo...
Agradeço a todos que realizaram preces, oraram por ele e nos confortaram nesse momento de dor. E que possamos está sempre colocando o seu nome em nossas preces, pois com certeza através da prece podemos ajudá-lo onde ele estiver. Edilson, obrigada pela linda homenagem que fez a ele no seu funeral, ela ficará guardada no nosso arquivo pessoal. Fica a nossa imensa gratidão a todos que fazem parte do “Grupo Espírita Os Sementeiros do Bem”, aos nossos familiares e amigos.


Ruthlana Dutra Nogueira 



 Homenagem feita pelo professor Edilson Tomaz de Sousa no dia do seu Funeral



Alguém Especial... 




Permita-me mestre das letras que no soletrar dos vocábulos eu possa viajar na riqueza dos gêneros textuais e buscar os mais singelos adjetivos para qualificá-lo.

Permita-me mestre incorrer no risco de uma descrição ainda imprecisa, pois cada atitude por você demonstrada em vida renderia imensuráveis produções textuais.

Alguém especial...

Você é isto que descrevo acima, uma pessoa de valor inestimável.

Seu sorriso puro e sincero tinha o brilho das estrelas.

Seus olhos eram belos como o luar.

Sua voz era doce e mansa como o canto dos pássaros.

Sua paciência era obra de um Ser Supremo.
Sua amizade era fiel e verdadeira, um grande tesouro.
É com estas qualidades que queremos lembrar do Gestor, professor, amigo e parceiro literário. Saudades sim de um grande homem que assinala o calendário histórico e cultural de nossa querida e amada São João do Rio do Peixe. Tristeza jamais, pois a sua visão sobre a morte dificilmente encontramos em outras pessoas, é a morte como sendo uma passagem para uma dimensão perfeita da vida que continua.
São João do Rio do Peixe, chora e lamenta a perda de um grande cidadão. Antônio Nogueira da Nóbrega, foi um exemplo de homem, pai, mestre e amigo. 
Os companheiros do magistério são-joanense vêm comovidos te dar o abraço final e prestar a solidariedade junto aos teus entes queridos. A amizade que você semeou no nosso meio serão os bons frutos que colherás na eternidade. Sentimos a partida não apenas de um grande amigo, mas de um exemplo de esposo e pai, o qual através do dom divino acolheu e dividiu carinho, amor, atenção e dedicação a Dona Francisca, Ruthnéia, Allan e Ruthlana. Jesus resolveu separá-los materialmente e o destino cruzou suas vidas de tal forma que numa viagem planejada por Deus um coração amigo e companheiro se despede. 
Amigo, levas contigo o abraço de todos os colegas professores. Sentiremos a sua falta no nosso meio, mas guardaremos a tua imagem no ambiente da direção, onde ocupaste com muita honra o cargo de gestor deste estabelecimento e, em cada uma das treze salas deste educandário, sua voz mansa e suave era ouvida pelos jovens e adultos que bebiam da fonte inesgotável de sabedoria da língua portuguesa. E como não lembrar do ambiente de professores em que você como astro luminoso irradiava energia e calmaria aos colegas de profissão.
Sabemos o quanto lutou para viver, mas Deus estava precisando de você e o levou para o reino do céu. A dor de sua partida é forte. Teu sorriso e teus atos irão nos acompanhar por toda vida, deixando, porém, um vazio impreenchível. Esta tarde, marca na nossa história um capítulo que jamais será escrito pelas mãos hábeis do nosso eterno professor de português, porém os seus escritos eternizam o amor incondicional a esta terra e ao seu povo.
A nossa história ficou mais pobre, pois perdemos um expoente maior da literatura são-joanense. Um amor ágape se despede do torrão fértil e laborioso, deixando um lindo exemplo a ser seguido pelos jovens e gerações futuras. 
Que Deus, em sua bondade, derrame o bálsamo necessário nos corações daqueles que lhes eram caros. Possam estas palavras sinceras, transmitir-lhe o valor que representavas em nossas vidas. Muito tempo passamos juntos, desfrutando das flores e dos espinhos de nossa profissão, assim sendo, certos de que o mesmo sentimento de perda que sentimos, seus familiares e amigos que o recebem nesta nova caminhada, satisfeitos estão com sua alegre presença.
Agradecemos a Deus a oportunidade de tê-lo tido em nosso meio, e pela grande contribuição e excelente trabalho desenvolvido na sociedade são-joanense. Que o amor e a paz do Senhor Jesus Cristo possa ser constante em sua vida eterna. 
Descansai em paz querido gestor, educador, amigo e parceiro literário.
   
Edilson Tomaz de Sousa