Páginas

domingo, 22 de abril de 2012

QUEM É QUEM? (João Rodrigues Pinheiro Landim)



 

                                                      



                                                                 JOÃO RODRIGUES PINHEIRO LANDIM

 
O tenente-coronel João Rodrigues Pinheiro Landim, natural da cidade de Solonópole, Estado do Ceará, (antiga Cachoeira do Riacho do Sangue), era filho de Antônio Pinheiro Landim (m. 1850) e Joana Batista de Jesus, e neto do tenente-general Manuel Pinheiro Landim e Rita Francisca da Conceição. Pelo lado paterno, era bisneto do capitão Manuel Pinheiro do Lago (cognominado de Abrão do Jaguaribe, natural do Lago, distrito de Braga, Portugal, patriarca de numerosa família, cujos descendentes se espalharam por todo o Brasil) e Rosa Maria Maciel. João casou-se três vezes. Em primeiras núpcias, contraiu matrimônio com sua prima legítima, Maria Cândida de Jesus Pinheiro ou Maria Cândida Rosa de Jesus Pinheiro (m. 19/12/1858). Desse consórcio, nasceram os seguintes filhos: José Nogueira Pinheiro (pai de João Rodrigues Pinheiro Landim, mais conhecido por Joca, que, na pia batismal, recebeu o mesmo nome do avô paterno),  Ana Lucinda Cândida de Jesus, Antônio Pinheiro Landim, Francisco Rodrigues Pinheiro Landim, Maria Cândida, João Rodrigues Pinheiro Landim e Rosa. Tempos depois,  enviuvou e uniu-se, pelos laços conjugais, com Carolina Leopoldina Furtado de Mendonça. Desse casamento, nasceram os seguintes filhos: Severino Raimundo Pinheiro Landim (n. 1860), Maria Leopoldina Furtado de Mendonça (n. 1862), Joaquim Rodrigues de Mendonça (n. 1865), Antonio Gaudêncio Pinheiro Landim (n. 1866), Francisco Gaudêncio Pinheiro Landim e Generosa Leopoldina Pinheiro Landim. Ficando viúvo, mais uma vez, consorciou-se com Francisca Idalina da Costa Pinheiro, mas parece que não houve filhos desse último matrimônio. O tenente-coronel João Rodrigues Pinheiro Landim faleceu a 10/11/1887.

                                                                                                                    Antonio Nogueira da Nóbrega



Referência:

Quem sou eu. ABC Editora 2007. Pinheiro, Francisco Dantas.
Caminhos de Miguel Maia. Fortaleza , Ceará, dezembro de 2000. Pinheiro, Celmo.




2 comentários:

  1. Gostaria de algumas informações sobre o assunto, moro em Solonópole e estou realizando uma pesquisa na área.

    ResponderExcluir
  2. Minha avó chamava-se Idalina Pinheiro de Jesus e era do Riacho do Sangue. Fiquei surpreso com o sobrenome "Jesus" que aparece neste blog e o nome Idalina, que era o nome de minha avó, acredito que vem desta família. Muito legal!

    ResponderExcluir